Um PEN Club para Cabo Verde

A pergunta: porque não existe ainda um PEN Club em Cabo Verde?

 

 

São mais de cem os países que constam na lista do PEN International, cujos romancistas, ensaístas, poetas e jornalistas beneficiam do intercâmbio em colóquios e encontros internacionais.

 

Cabo Verde possui uma literatura rica e variada e uma tradição de reflectir e pensar o mundo que intriga quem chega às ilhas pela primeira vez. Os seus autores, é verdade, estão reunidos numa associação que não olha a esforços para a promoção dos seus membros e a dignificação da literatura cabo-verdiana.

 

Mas num mundo globalizado como é o nosso, a cultura só tem a ganhar quando os seus agentes, criadores e promotores estiverem em contacto com os seus pares internacionais e puderem disfrutar de novas experiências e pontos de vista diferentes.

 

Para além do prestígio internacional que tem, o PEN está associado, desde a sua fundação, a ideiais humanitários e de liberdade. Atravessou o século XX ao lado daqueles que lutaram pela dignificação do Homem e a busca por um mundo mais justo e equilibrado.

 

A criação de um PEN Club de Cabo Verde permitirá aos seus escritores  levar a sua particular experiência a outros, a outras latitudes, outras sociedades, num mundo cada vez mais voltado para a descoberta de riqueza cultural.

publicado por Joaquim Arena às 11:46 | link do post