Semana Lusófona, Torres Novas, Outubro

 

O jornalista Carlos Pinto Coelho abriu de rompante o debate, insurgindo-se contra a vassalagem do português face ao inglês. Conceição Queiróz (jornalista da TVI, "Meninos da Jamba"), coitada, não estava à espera de algumas reprimendas sobre o português maltrado na televisão. Sem culpa nenhuma, é verdade. Maria Lúcia Lepecky, catedrática brasileira de Literatura, citou um autor amigo brasileiro: " O problema de Portugal é o mesmo de uma pulga que pariu um elefante! Como é que uma pulga muda as fraldas a um elefante??" Rui Horta (escritor infanto-juvenil, dirigente de biblioteca na Cova da Moura) bem tentou falar de bibliotecas, da sua importância, enfim... não ficou muito amigo do Carlos. Paciência.

publicado por Joaquim Arena às 11:46 | link do post | comentar